Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

O impulso dado pela ponte da Arrábida

 

 

A Carris foi tão essencial para o desenvolvimento da avenida como o caminho-de-ferro o foi  na construção dos Estados Unidos. A sua importância ressalta de uma frase escrita por um jornalista na sua reportagem sobre o incêndio de 1928 na «remise»:

 

«Para os lados da Boavista, o movimento é sempre frouxo. A longa e larga avenida só vive da vida dos seus carros e das suas fábricas. Fechadas as fábricas, ao anoitecer, paralisado o trânsito dos eléctricos, fica deserta, recolhida no seu silêncio elegante, de avenida moderna, aristocrática».

 

A primeira vaga de povoamento da avenida, durou até aos anos 20, com a construção na sua parte inicial (logo a seguir à Rotunda) de casas de brasileiros, amiúde rodeadas das palmeiras que correspondiam ao seu gosto. Foi preciso esperar quarenta anos para a inauguração da ponte da Arrábida ser a locomotiva de um novo e espectacular surto de desenvolvimento da Boavista, para onde se deslocou gradualmente o centro de gravidade da cidade, que outrora residira na Baixa e zona Oriental.

 

Junto à saída da nova ponte, o BPA implantou nos anos 60, no local onde laborara a Fábrica de Tecidos Graham, o Foco, uma urbanização moderna, com andares destinados às classes média e média/alta. Mais recentemente, junto à Fonte da Moura, o terreno deixado livre pelo fim das Sedas Aviz foi usado para a construção de grande empreendimento, conhecido pelo antigo nome da fábrica (Aviz), com características idênticas às do Foco, mas mais denso e ainda está a ser desenvolvido.

 

Daqui até ao mar, correndo ao longo do Parque da Cidade até desaguar no Oceano Atlântico, fica a zona com mais baixa densidade populacional da avenida, ocupada com vivendas elegantes mandadas fazer por industriais e banqueiros, a partir de meados do século passado.

(continua)

 

Jorge Fiel

www.lavandaria.blogs.sapo.pt 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D