Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

A democracia está a precisar de obras

Patrizia tem hábitos pouco saudáveis, como por exemplo o de fumar

“Devias fazer sexo sozinha, masturbar-te com mais frequência”. Quando li esta sugestão de Berlusconi a Patrizia D’Addario, a primeira coisa que me veio à cabeça foi que o primeiro ministro italiano estava preocupado com a eventualidade desta sua fornecedora de serviços sexuais apanhar a Gripe A.

Como a generalidade das pessoas anda apavorada com o H1N, os jornais listam precauções a tomar, dando conselhos tão curiosos como afastarmo-nos das multidões nos transportes públicos e evitarmos accionar portas ou maçanetas – um luxo apenas ao alcance de magnatas como Américo Amorim, que emprega um cavalheiro simpático, que além de motorista e guarda costas, o poupa a tarefas tão desagradáveis como abrir portas ou fazer telefonemas.

Afinal a recomendação do uso e abuso da masturbação não tinha nada a ver  com as preocupações sanitárias que levam as autoridades a aconselhar substituir os beijos “por uma frase de saudação, quando muito acompanhada por um aperto de mão”.

A leitura das transcrições dos suculentos telefonemas de Berlusconi permitiu-me saber que ele propôs que a Patrizia se deixasse lamber por uma amiga, uma prática perigosa, pois ela podia estar infectada sem o saber, porque o vírus da Gripe A tem sete dias de incubação.

Além de tudo, seria altamente ruinoso para Patrizia se ela acatasse o conselho de fazer sexo sozinha, pois ela cobra cinco mil euros ao cliente, de cada vez que faz sexo acompanhada.

Os devaneios eróticos deste septuagenário - que apesar do seu curriculum de trafulhices logrou ser reeleito líder de um dos sete país mais ricos do Mundo pelos descendentes de Leonardo, Galileu e Dante –  suscitam-me interrogações sérias sobre o quão desadequada e gasta está a democracia ocidental.

A sensação de que expirou o prazo de validade da velha frase batida de Churchill -  “A democracia é o pior de todos os sistemas políticos, com excepção de todos os outros” - reforçou-se quando soube que o presidente francês e a sua esposa pop gastaram, em 2008, 760 euros por dia em flores – ou seja mais do que 80% dos portugueses ganham num mês.

Olho para o espectáculo da elaboração das listas de deputados, ouço o que se disse e fez no Chão da Lagoa, vejo o Porto a apagar-se e sem voz  - apesar de ter gerado os dois mais notáveis empresários do país (Américo e Belmiro) e vibrantes e indiscutíveis pólos de excelência, como Serralves, a Universidade, o FC Porto e a Casa da Música - , e mais me convenço de que o edifício democrático, construído quando não havia nem telefone, nem televisão, nem Net, nem aviões, está a precisar de profundas obras de restauro.

Jorge Fiel

Esta crónica foi hoje publicada no Diário de Notícias

31 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D