Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Catotas, escutas e o tubo da pasta de dentes

Sempre achei que não precisamos de saber tudo. Aqui há uns anos, no decorrer de uma daquelas redistribuições do espaço frequentes no Expresso, ficamos todos a saber que um colega nosso, um rapaz educado e asseadíssimo, cultivava secretamente o hábito de arquivar debaixo do tampo da secretária as catotas que extraía do nariz. A descoberta do nojento cemitério de burriés secos foi um choque. Nesta vida há uma data de coisa que é preferível ignorarmos.

Ninguém duvida que a Scarlett Johansson e o papa Bento XVI frequentam regularmente a sanita, mas só gente com comportamentos desviantes gostaria de ver escarrapachados no You Tube vídeos mostrando a boa da Scarlett a aliviar-se ruidosamente ou Sua Santidade a espremer-se todo, devido a uma arreliadora prisão de ventre. Não precisamos de ver e saber tudo.

Há uma data de coisas que é preferível ignorarmos mas, devido ao demoníaco matrimónio entre o apodrecimento da justiça e o avanço da tecnologia, não é preciso espreitarmos pelo buraco da fechadura para sabermos que a Demi Moore bebe a sua própria urina, na esperança que isso retarde o envelhecimento – e não é necessário escutar atrás das portas para sabermos que um jovem administrador da PT estava convencido que se facilitasse a compra das rádios da Media Capital pela Ongoing e o Luís Montez, o sogro deste, que por acaso mora em Belém, ficava politicamente neutralizado e passava a cuidar dos netinhos em vez de andar a azucrinar o juízo ao “chefe” (leia-se Sócrates).

Eu não precisava de saber que a password de Rui Pedro Soares é “Sócrates2009” (ele ficaria muito melhor na fotografia se fosse “Gina2008” ou “Cláudia2010”) e que a alergia de Sócrates à critica é tal que o leva a faltar à verdade.

Eu não precisava de ouvir Pires de Lima, ex-bastonário da Ordem dos Advogados, chamar “aldrabrão de feira” ao primeiro ministro, nem Henrique Granadeiro, presidente da PT, lamentar em público que se sente “encornado”.

Eu preferia que Sócrates - em vez de estar a defender-se das asneiras e malfeitorias confessadas ao telefone pelos trapalhões aprendizes de feiticeiro e incontinentes verbais que o rodeiam - estivesse concentrado no ataque ao desemprego e no cumprimento da promessa de, até 2013, trazer de volta para os 3% o défice que o seu Governo agravou em 6,6% no ano de todas as eleições. Os problemas a solucionar são estes – e não Crespo, Carreira ou Moura Guedes.

O drama é que mais fácil o Clark Kent e o Super Homem aparecerem juntos, do que Sócrates ser capaz de voltar a meter dentro do tubo a pasta de dentes que saiu cá para fora.

Jorge Fiel

Esta crónica foi hoje publicada no Diário de Notícias

11 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D