Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Barracada à vista no Terreiro do Paço

A eleição de Barack Obama foi, até agora, o mais grave sinal da minha transformação em antepassado. Pela primeira vez na sua História, os Estados Unidos têm um presidente mais novo do que eu, o que até pode ser muito bom do ponto de vista do interesse geral da humanidade (até simpatizo com o homem!) mas a mim preocupa-me bastante.

Outro perigoso sintoma do meu envelhecimento é o facto de 37,9% dos polícias (estimativa pessoal e aproximada) serem raparigas e rapazes com aspecto razoável e idade para serem meus filhos, e não aqueles bófias velhos, gordos, parolos e de bigode a que me fartei de pregar partidas quando era adolescente.

Vem esta inútil reflexão a propósito do mega-acampamento que os sindicatos da polícia ameaçam montar hoje em frente ao edifício do Ministério da Administração Interna, que, mais ano, menos ano, vai ser reconvertido em Pousada de Portugal (excelente ideia!).

Seis mil polícias estão há mais de seis anos à espera de promoções (ou seja de mais dinheiro na conta ao fim do mês) e como já começam a desesperar resolveram mediatizar a sua luta. A ideia de acamparem, sine die, no Terreiro do Paço é fantástica. As televisões e os fotógrafos das agências internacionais vão adorar. E o timing não podia ser melhor, pois já começou a contagem decrescente para a cimeira da Nato que trará Obama a Lisboa.

Dito por outras palavras, se os camaradas Rui Pereira e Sócrates não querem passar pela vergonha do Obama dar de caras com um bivaque reivindicativo da polícia montado na principal praça do país, o melhor que têm a fazer é apressarem-se a descalçar esta bota.

Não posso deixar de felicitar os dirigentes sindicais da polícia, dando-lhes 20 valores em estratégia e agitprop. Eles, que recentemente viram um membro da sua corporação ser agredido à dentada por um assessor do Isaltino, sabem melhor do que ninguém que notícia é o assessor do Isaltino morder no polícia – e não o polícia passar uma multa ao assessor do Isaltino.

O único ponto fraco que detecto na organização desta luta é a dureza do piso do Terreiro do Paço, pelo que antevejo dificuldades nos trabalhos de fixar as espias das tendas e aconselho um reforço dos colchões para evitar que o pessoal do turno da noite acorde com as costas desfeitas.

Estou bastante satisfeito e solidário com a luta dos polícias. É mais um sinal de que se está a esgotar o tempo para os dirigentes incompetentes (barrete que deve ser enfiado pelos políticos de todos do arco governamental e pelas elites que controlam o mundo dos negócios) que atiraram o nosso país para o beco em que se encontra. Às vezes, as coisas são mais claras quando pioram. O mundo está em mudança - e eu quero acompanhar essa mudança.

Jorge Fiel

Esta crónica foi hoje publicada no Diário de Notícias

18 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D