Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Ofereço-me para director do Canal Parlamento

A televisão não é a minha praia (a escrever ainda se dá um jeito, agora ecrã...) mas uma pessoa tem de ganhar a vida e por isso participo semanalmente em dois programas televisivos, às terças no Porto Canal e às quartas no Canal Q. Feito este esclarecimento, devo dizer que a minha segunda reacção (a primeira foi rir-me tanto como quando leio o Inimigo Público) à notícia da constituição da 9.ª Comissão parlamentar de investigação ao acidente de Camarate foi a de me oferecer para director do Canal Parlamento.

Sei que a minha experiência em televisão não é nada por aí além. Aceito que não seja elegante usar esta coluna para me candidatar a um emprego. Mas estou sinceramente convencido de que sou capaz de tirar partido da matéria-prima que frequenta aquele edifício para aumentar de forma exponencial as audiências do Canal Parlamento - que quando passo por lá, no exercício do meu direito ao zapping, me parece tão animado como o Cemitério dos Prazeres à meia-noite.

A transmissão dos sonolentos debates devia ser integrada numa grelha dinâmica, com rubricas, reportagens e programas. A constituição da 9.ª comissão de inquérito ao acidente de Camarate deu-me a ideia de constituir outras comissões parlamentares para se ocuparem de assuntos de idêntico calibre e utilidade, como averiguar em definitivo a existência ou não do Pai Natal ou investigar as circunstâncias trágicas do desaparecimento de D. Sebastião em Alcácer Quibir.

Acho que neste momento se impõe uma reportagem sobre as extremas dificuldades que José Lello, presidente do Conselho da Administração da AR, está a encontrar para implementar a decisão dos deputados de passarem a beber água da torneira, em vez da engarrafada.

Lembram-se do Ricardo Gonçalves, aquele deputado PS de Braga que, apesar de ganhar 3700 euros/ /mês (mais 60 euros/dia de ajudas de custo) se foi queixar ao Correio da Manhã que não tem dinheiro para comer? Quem melhor do que ele para ser a cara de uma rubrica sobre as tasquinhas que servem refeições económicas em Lisboa?

E a Inês Medeiros devia aproveitar a sua carinha laroca e a fama ganha naquele episódio de lhe pagarmos os voos para Paris para apresentar um programa de viagens.

E aquele assessor do PSD, apanhado em flagrante, às sete da manhã, pelas mulheres da limpeza, quando se preparava para dar uma queca à namorada em pleno hemiciclo, é a pessoa ideal para animar um debate semanal sobre sexo.

Acho que sou a pessoa certa para imprimir uma nova dinâmica ao Canal Parlamento. Se os responsáveis do canal forem desta opinião, não façam cerimónia, digam qualquer coisinha para o jfiel56@gmail.com. Obrigadinho!

 

Jorge Fiel

Esta crónica foi hoje publicada no Diário de Notícias

7 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D