Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bernardo Simões

Foto Orlando Almeida

 

Filho de um chefe de cabina da TAP e de uma decoradora, este sportinguista extrovertido cresceu no bairro de Alvalade e estudou no Valsassina, onde decidiu trocar o sonho de ser deputado por uma carreira no marketing. Descolou na editora de livros escolares da Prisa, e fez escalas no Jornal de Negócios, Media Capital , Brisa e PT antes de aterrar na Bizdirect, da Sonaecom 

 

O alfaiate de sistemas de informação

que em miúdo sonhou ser deputado

 

 

Idade: 37 anos

O que faz:  Sales e Marketing Manager da Bizdirect

Formação: Licenciado em Comunicação Empresarial pelo Instituto Superior de Comunicação Empresarial

Família:  Casado com Margarida (directora financeira adjunta no grupo ETE), têm três filhos: Matilde, cinco anos, Salvador, três, e Francisca, dois

Casa:  Andar na Estrada da Luz,  Lisboa

Carro:  Carrinha Mercedes Classe E 250 CDI, “com três filhos pequenos, preciso de uma grande bagageira”

Telemóvel:  iPhone

Portátil:  Lenovo

Redes sociais: Facebook (“tenho lá a minha vida toda, a partir do iPad, estou sempre a actualizar o perfil”) e Linkedin

Hóbis:  “O hóbi são os meus filhos. Sou o maior pai babado que há. Às 19h45 em ponto, levanto-me e vou para casa”. Também gosta de ler, de ir ao cinema e de ver futebol. É sportinguista, tal como a mãe e os três filhos (o pai e o irmão, Vasco, são benfiquistas), por influência do avô materno: “Lembro-me de passar a tarde de domingo com o meu avô em Santarém a ouvir na rádio as proezas do Manuel Fernandes e do Jordão, nos relatos dos jogos do Sporting”

Férias:  Gosta do Algarve quando ele está cheio de gente e por isso todos os anos, em Agosto, alugam sempre a mesma casa, em Vilamoura, e durante três semanas desfrutam com a filharada das delicias do relvado, da piscina e da praia. O ano passado, ainda foram até Ibiza, no barco de um amigo

Regra de ouro: “Família e tranquilidade. Gosto de ter sucesso e sou muito ambicioso, mas tenho de ter sempre a mulher e filhos por perto. E tenho um sonho que é morar em Santarém”  

 

“Quero ser deputado” era a resposta que dava quando tinha uns 13/14 anos e lhe perguntavam o que queria ser quando fosse grande. No entretanto, este sportinguista, extrovertido e optimista, mudou de ideias. Ao longo da sua agitada vida profissional tem superado as barreiras que lhe vão surgindo pelo caminho até se tornar uma espécie de alfaiate de sistemas de informação.

Ser responsável pelo marketing e as vendas da Bizdirect é a linha mais recente do curriculum que já vai gordo de um marketeer trintão que continua atento à coisa política. “Gosto de ver os debates no Canal Parlamento e estou sempre atento ao que se passa através da Sic Notícias, mas os políticos têm-me desiludido. A sua credibilidade e profissionalismo deixam muito a desejar”, confessa Bernardo, o mais velho dos dois filhos do matrimónio entre uma decoradora de interiores  e um chefe de cabina da TAP.

Por via da profissão do pai, fartou-se de viajar. Tinha sete anos quando desembarcou pela primeira vez no Rio de Janeiro. E aos dez anos passaram todos o Natal em Nova Iorque.

Cresceu entre o bairro de Alvalade e Santarém, onde nasceu e estão as raízes da família materna. “Tive a sorte de passar a infância e a adolescência a brincar e a jogar à bola na rua com os meus amigos”, recordar Bernardo, que fez a primária no Colégio Inglês e o secundário do Valsassina (onde andam agora os filhos), onde percebeu que o marketing era o curso certo para quem alguém tão extrovertido como ele.

Em casa, os pais exigiam-lhe a máxima responsabilidade em troca da máxima liberdade, uma política que implicava não haver mesada, pelo que ele habituou-se de miúdo a ser poupado e a arranjar dinheiro para as férias e pequenos luxos.

Todos os anos, trabalhava nas iniciativas da João Lagos Sports, fosse a servir bebidas no bar VIP do Estoril Open em golfe, a conduzir um tenista, ou a levantar a cancela do estacionamento para o torneio de voleibol. “Ganhava-se muito bem”, revela.

A sua fama no capitulo da gestão e organização começou a construir-se quando a mãe lhe passou para a mão o cartão multibanco da conta para as despesas domésticas e a responsabilidade pelo governo da casa.

“No final do mês sobrava sempre algum dinheiro para mim”, afirma com um orgulho, acrescentando que a sua mulher ainda fica doida com a mania dele pela perfeição e organização, que o impede de recolher à cama se as almofadas do sofá estão desarrumadas ou os comandos não estão alinhados no sitio certo.

Após dois estágios curriculares (McCann e TVI) durante o curso, iniciou, há 15 anos, na Constância, editora de livros escolares do grupo Prisa, um percurso profissional agitado.

Na Lusomundo, planeou campanhas de promoção de filmes. Deu uma mão a Diogo Madeira, Tiago Cortês e Pedro Santos Guerreiro na montagem do Canal  e o Jornal de Negócios.  Na Media Capital,  criou e ajudou a crescer o IOL e a Telelista. Na Brisa, foi o pai do Brisacess, que consistia em acrescentar valências ao identificador (pagamento de estacionamento e gasolina). Na PT trabalhou no desenvolvimento da oferta Megarede, sistema concorrente do Pay Shop. Até que em Setembro de 2010 se mudou de armas e bagagens para a Bizdirect.

“Estou rendido à Sonae. Aqui trabalha-se a 200 à hora. Estou a adaptar-me muito bem porque o grupo é como eu, muito focado e organizado”, conclui Bernardo, que sonhou ser deputado e acabou alfaiate de sistemas de informação.

Jorge Fiel

Esta matéria foi hoje publicada no Diário de Notícias

7 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D