Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

O lado orgástico da ida do Coelho à Coelha

Ksawery Knotz, monge capuchinho de 45 anos e conterrâneo do beato João Paulo II, publicou um livro intitulado Não Tenhas Medo do Sexo, onde defende a tese de que Deus está no orgasmo.

Ainda não decidi se encomendo na Amazon esta obra, que mereceu o apoio da Igreja Católica polaca, o que se compreende perfeitamente. Se Deus é omnipresente, ou seja, está em toda a parte, é natural que esteja também no orgasmo, por muito que isso custe a engolir ao respeitável economista João César das Neves, que mantém activa uma cruzada particular contra "os fanáticos do orgasmo".

Como nunca me dei ao trabalho de penetrar no conceito de "orgasmo vertical", que, do meu ponto de vista, é uma das mais misteriosas peças do vasto legado intelectual do falecido Eduardo Prado Coelho, penso ter as credenciais para não ser considerado com um "fanático do orgasmo".

Apesar disso, não posso em consciência negar que, a par de uma posta de rodovalho grelhado, uma botelha de Vértice, um livro do Henning Mankell ou um episódio do Good Wife, um orgasmo é uma das coisas boas que um homem (ou uma mulher, ou um transexual) leva desta vida. Mais nada!

Na sua imensa sabedoria, Deus está com toda a certeza no orgasmo, mas o orgasmo não está no voto, ao contrário do que pretendia o vídeo lançado pela Juventude Socialista da Catalunha em que uma rapariga muito bem-apessoada depositava o voto numa urna enquanto simulava ter um orgasmo - com bastante menos verosimilhança do que a Meg Ryan na célebre cena de When Harry Meets Sally, filmada no Katz Delikatessen de Nova Iorque, onde se pode comer a melhor sanduíche de pastrami do mundo.

Os 53,37% de eleitores que se abstiveram no domingo não partilham desta peregrina ideia dos socialistas catalães, senão não teriam desperdiçado tão ostensivamente uma boa oportunidade de obter um orgasmo.

Já não sei que dizer a este propósito dos 191 187 eleitores que votaram em branco ou dos 86 531 que anularam o boletim para manifestaram o seu desagrado com a oferta de candidatos. Vi no Twitter o boletim de uma eleitora que acrescentou Chuck Norris à lista e fez a cruzinha num quadrado desenhado à mão. Pode não ter tido um orgasmo, mas seguramente divertiu-se a kitar o boletim.

Eu faço parte dos 94% de portugueses que não confiam na classe política (sondagem GFK para o Projecto Farol, liderado por Belmiro de Azevedo e promovido pela Deloitte) e por isso fui um dos 189 036 eleitores que votaram em José Manuel Coelho. Não senti um orgasmo quando, por volta das 11.30, introduzi o boletim na fenda da urna da 8.ª secção da Católica do Porto. Mas fiquei satisfeito. Ao fim e ao cabo, há algo de intensamente orgástico na ida do Coelho à Coelha.

Jorge Fiel

Esta crónica foi publicada hoje no Diário de Notícias

8 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D