Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Sofia Catarino

Filha de uma doméstica e de um serralheiro, trabalhou no bar da piscina do Estoril Sol, apanhou morangos no Algarve e andou de lanterninha, no escurinho dos cinemas de Carcavelos, a encaminhar o pessoal para os respectivos lugares. Licenciada em Psicologia Social, fez recrutamentos, orientou acções de team building e viveu um ano em Nova Iorque até que num sábado, na praia, a leitura de uma revista inspirou-a a mudara de vida e criar a Pegada Verde, uma espécie de Amazon de produtos ecológicos

 

A psicóloga que virou empresária

por causa dos copos menstruais

 

Idade: 29 anos

O que faz:  Sócia fundadora da Pegada Verde

Formação: Licenciada em Psicologia Social e das Organizações, curso de Marketing de Eventos na New York University

Família:  Vive com o Sérgio (seu sócio e companheiro) e a gata Pitucha

Casa:  Apartamento em Torres Vedras

Carro:  VW Polo preto, de 1991, “é o meu primeiro carro”

Telemóvel:  Nokia, “daqueles que recebem emails”

Portátil:  Macbook de 13’’

Hóbis:  Praticar shiatsu, uma massagem japonesa terapêutica (ela está habilitada para as dar pelos Estudos Avançados em Naturologia), e correr uma meia hora logo depois de acordar   

Redes Sociais: Tem Facebook e está lá todos os dias a partilhar dicas com a seguidores da Pegada Verde

Férias: O ano passado foi complicado. Teve vontade de fazer um terceiro InterRail  - o primeiro foi para o Norte (França, Bélgica, Holanda…), o segundo foi para o Sul (Hungria, Croácia, etc) -  mas não pode por causa das andanças da empresa. “Estivemos com um banca dos nossos produtos no Festival de Danças do Mundo, em S. Pedro do Sul”. Este ano vai ser um InterRail, ainda são percurso definido, ou então vão revisitar Nova Iorque

Regras de ouro: “Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje”

 

Estava com uns amigos na praia de Stª Rita, em Torres Vedras, quando soube da existência dos copos menstriuais  A Sábado trazia um artigo sobre o livro Dormir nu é ecológico, da jornalista canadiana Vanessa Farkuharson, que elenca uma medida ecológica para cada dia do ano, sendo que uma delas é o uso do copo menstrual.

“Mas que raio é o copo menstrual?” interrogou-se Sofia, uma psicóloga que trabalhava (mas já não recebia) de uma empresa de Recursos Humanos que balançava à beira do abismo. Como ninguém sabia, mal chegou a casa pesquisou a resposta na Internet.

O copo menstrual é um pequeno objecto de uso feminino, reutilizável e alternativo a pensos e tampões, que encerra vantagens não só para o planeta (reduz a quantidade de lixo) mas também para a saúde (não faz alergias nem irritações) e bolsa (custa 30 euros e dura dez anos) da utilizadora.

Convertida ao uso desta pequena maravilha, Sofia debalde se lançou numa peregrinação pelas farmácias em demanda do copo menstrual. Não havia. O eureka deu-se quando estava no café a conversar sobre isso com Sérgio, o seu companheiro (que estudou Gestão). Resolveram logo ali aproveitar esta lacuna, fazendo uma empresa para importar da Finlândia e distribuir no nosso país copos menstruais. Estava a nascer a Pegada Verde.

Filha de uma doméstica e de um serralheiro com oficina própria, Sofia nasceu em 1981, em Manique. Acabou o secundário em Carcavelos, após ter estudado nos Salesianos até ao 9º. Quando tinha 12/13 anos, por influência dos filmes da saga Indiana Jones, sonhou ser arqueóloga, mas quando chegou a hora de escolher optou por Psicologia, a conselho de um tio materno que trabalhava na Refrige.

O primeiro dinheiro ganhou-o aos 16 anos, nas férias grandes, a trabalhar no bar da piscina do Estoril Sol (“como não estava habituada a andar de saltos altos chegava ao fim do dia toda partida”), um gancho arranjado por influência de um tio paterno. Mais tarde, ainda andou de lanterninha na mão, no escurinho dos cinemas de Carcavelos, a encaminhar as pessoas para os respectivos lugares.

Em 1998, entra no ISPA, onde foi feliz. “Os melhores anos da minha vida foram os que passei na universidade”, confessa, declarando-se também satisfeita com o curso: “Não desvenda mistérios, mas permite-nos crescer e dá-nos sensibilidade”. Recém licenciada, passou o Verão a apanhar morangos no Algarve, antes de se lançar à procura de trabalho na área da sua formação. Fez recrutamentos e acções de team building, com um ano parêntesis em que ela e Sérgio trabalharam na nossa missão junto das Nações Unidas, em Nova Iorque, no âmbito da preparação e da presidência portuguesa da UE. Até, que, no Verão de 2009, estava na praia a ler uma revista e soube da existência do copo menstrual.

O copo menstrual é o principal, mas não o único produto do catálogo da Pegada Verde, que vende online e distribui por farmácias e supermercados biológicos produtos reutilizáveis tão diversos como fraldas, pensos de algodão ou garrafas da alumínio, cosmética biológica e o go girl, um truque (reutilizável) que custa 12 euros e permite às mulheres fazerem xixi de pé - e é de grande utilidade em festivais de música com casa de banho imundas. “As mulheres portuguesas estão a aderir aos nossos produtos. É sempre bom não as subestimar”, declara Sofia acrescentando que quer ser “uma Amazon dos produtos ecológicos”.

Jorge Fiel

Esta matéria foi hoje publicada no Diário de Notícias

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D