Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Vamos passar no intervalo da chuva

 

Via com alguma regularidade "O elo mais fraco" até uma qualquer luminária da RTP ter tido a infeliz ideia de substituir, na apresentação do concurso, o Malato pelo Pedro Granger - nada contra o rapaz, sucede apenas que, como ficou demonstrado, até metia dó pois era absolutamente desprovido de jeito para o assunto.

Uma das coisas que apreciava em "O elo mais fraco" era o facto de proporcionar um momento agradável de convívio familiar, em que nos divertíamos a testar a rapidez e estado da nossa memória, bem como a profundidade dos nossos conhecimentos.

A outra das coisas que me atraíam muito no concurso era analisar as razões que estavam por trás do processo de eliminação de um concorrente no final de cada ronda de perguntas.

Nem sempre era afastado o elo mais fraco, ou seja o que tinha errado mais respostas. E nem sempre me pareciam inocentes os motivos que levavam os outros concorrentes a mandar um colega pela borda fora.

Estar em frente às câmaras da televisão, pressionado pelo tempo e picado pelo apresentador, cheio de vontade de ganhar dinheiro e fazer boa figura perante centenas de milhares de pessoas e cheio de medo de fazer figura de urso inculto, é uma situação altamente geradora de stress e acredito que muitos concorrentes estejam de tal maneira concentrados na sua prestação que percam por completo a noção da performance dos outros - e por isso votem a expulsão de um colega que por algum motivo inconsciente lhe desagradava e até podia ter sido o elo mais forte.

Mas não raro, em particular quando já só restavam em jogo três ou quatro concorrentes, acontecia ser claro que dois ou três dos mais fracos se coligavam para afastar o mais forte da final. Acho isso uma pulhice,
uma entorse à moral (não à letra) das regras do jogo, mas a vida também é assim - um jogo em que temos de estar prevenidos para contornar pulhices e evitar que nos cravem facas nas costas.

A Grécia é o elo mais fraco da Zona Euro. Mal seja afastada - e, dizem os oráculos, a pergunta não é se vai abandonar o euro mas sim quando e como- , nós passamos a ser olhados como o elo mais fraco.

Empenhados em evitar que a saída da Grécia inicie uma espiral que leve à desintegração da moeda única, as sumidades que governam a UE têm--se desdobrado em esforços para construir firewalls , ou seja a empilhar montanhas absurdas de dinheiro que evitem o contágio desta tuberculose financeira da periferia até ao centro.

No meu entender, o coro de rumores preparatórios do resgate da Espanha e Itália deve ser lido como uma boa notícia para Portugal, pois tira-nos da berlinda e abre uma séria possibilidade de passarmos no intervalo da chuva - e de que a notícia de que vamos poder relaxar a austeridade, porque a troika decidiu finalmente dar-nos mais tempo e mais dinheiro, irá parar a um discreto fundo de uma página par do "Financial Times". À luz da minha teoria dos jogos, elaborada a partir de "O elo mais fraco", estou satisfeitíssimo por sairmos da primeira página.

JorgeFiel

Esta crónica foi hoje publicada no Jornal de Notícias

23 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D