Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Casa da Música

Casa da Música

 

Mais uma vez fui à Casa da Música.

Ouvi um concerto fantástico de Música Barroca pela jovem, muito jovem, Orquestra Barroca daquela instituição.

A Sala Guilhermina Suggia - grande auditório - estava praticamente cheia.

No final o público estava satisfeito. Isso pôde constatar-se pelas palmas, dois "encores", pelas conversas de escadas, elevadores e até no parque de estacionamento.

(Nota negativa: o parque é bastante caro)

Tive, no entanto, um privilégio. Antes participei na Assenbleia de Fundadores.

Os resultados são excelentes.

Acabaram os tempos, maus tempos, onde se discutia apenas os atrasos, derrapagens financeiras, uma "mar" de interrogações sobre o futuro como o modelo de gestão. Enfim,  indefinições.

Felizmente tudo isso acabou. As contas são sólidas, há uma estratégia e projectos fantásticos para o futuro.

O futuro é agora. Já em 2008.

É assim como que uma espécie de afinar o que se fez este ano. O que correu bem vai continuar, o que não esteve tão bem foi revisto. A acrescentar a tudo isto há a introdução de muitas novidades.

Há várias para as quais chamo a particular atenção.

A Casa da Música é, cada vez mais, um equipamento nacional que começa a ser reconhecido internacionalmente e que se vai democratizar pela diversidade e por sair das "quatro paredes", além de "piscar o olho" a novos públicos.

Para que isso aconteça vai haver um "reforço" nos serviços educativos. Estes serviços são, hoje em dia, estratégicos e fundamentais na criação e sensibilização de novos utentes.

A Orquestra Nacional do Porto ONP ), que está a tocar como nunca, vai ter um novo maestro titular e vai fazer muitos programas na "praça" envolvente além de se juntar a outros tipos de músicos, como por exemplo a Orquestra de Jazz de Matosinhos.

Vai haver, tal como já acontece na Fundação Gulbenkian, assinaturas anuais. Com este serviço os melómanos obtém descontos e acesso a vários "produtos" além, como é óbvio, de poderem seleccionar e "programar" a sua vida.

Para que isto aconteça teve que haver um trabalho árduo anteriormente. Ou seja toda a programação já tem de estar consolidada. E está. E é muito boa.

Já repararam que o grafismo da Casa da Música mudou? Espreitem no novo sítio da net . Vale a pena. Está moderno, arrojado e acima de tudo comunica.

(Nota negativa: o site é só em português)

Por fim uma nota de preocupação.

Em 2007 a venda de bilhetes caiu um pouco. Há que pensar numa estratégia para combater o fenómeno. Ao facto não serão alheios o efeito novidade de 2006 e a crise económica.

A Casa da Música começa a cumprir a sua missão. Ainda bem em nome da música e da cultura

 

 

 

31 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D