Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Sem Portela e Mais Nenhum

 

O Quartel-General da Bússola reunido de emergência há cerca de 15 minutos, aprovou um Estudo há cerca de 10 minutos que entregou ao Governo há não mais de 5 minutos, relativo às diferentes soluções de infra-estruturas aeroportuárias e às estratégias de desenvolvimento que lhe estão associadas.

 

O estudo que se sucede aos que a Associação Comercial do Porto e a CIP apresentaram recentemente, aponta para a desactivação do aeroporto da Portela e a não admissão de mais nenhum outro investimento a Sul. Admite-se a manutenção de algumas das bases aéreas existentes, com fins eminentemente militares ou de mercadorias e não exclui o prosseguimento das obras em curso referentes ao aeroporto regional de Beja e de algumas obras de ampliação do aeroporto de Faro, dado o previsível aumento de tráfego aéreo directamente para o Alentejo e o Algarve.

 

Para a resolução do problema da evolução do tráfego aéreo o estudo propõe, em contrapartida, o aumento da área de implantação do Aeroporto Sá Carneiro e a reestruturação da base aérea de Palmeira, em Braga, para toda a vertente “low cost”.

 

O início deste investimento seria simultâneo ao do arranque da linha TGV Porto-Lisboa que permitiria resolver os problemas de mobilidade com a capital.

O estudo aponta também para mais duas travessias no Douro, mas mesmo assim conclui por uma poupança em relação à Ota de 3 mil milhões de Euros, de 2 mil milhões de euros em relação a Alcochete e de 2 mil milhões de euros em relação ao Montijo.

 

O “Sem Portela e mais nenhum” aponta também para a imediata substituição do Conselho de Administração da ANA que passará ter sede em Matosinhos. O novo Conselho de Administração que já poderá admitir administradores que não sejam oriundos de Lisboa, voltará a analisar a proposta da Ryanair que recentemente recusou e que, como todos recordam, permitirá aumentar o tráfego anual do Aeroporto Sá Carneiro em cerca de 4 milhões de passageiros.

 

 

A AERLIS-Associação Empresarial da Região de Lisboa, prometeu já desenvolver um novo estudo de análise a esta alternativa, desenvolvido conjuntamente com a Universidade Nova de Lisboa.

 

António de Souza-Cardoso

 

64 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D