Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Pinho é forte candidato a ganhar prémio IgNobel da idiotice

 

Não tenho a mínima dúvida. Manuel Pinho e a sua campanha publicitária Retratos da Costa Oeste da Europa são sérios candidatos a conquistar para o nosso país o primeiro dos célebres prémios IgNobel, que todos os anos, pelo Outono, são entregues em Harvard, por iniciativa da revista de humor cientifico Annals of Improbable Research.

Nunca como agora, com esta campanha a todos os títulos bizarra, tivemos tamanha oportunidade de entrar numa prestigiada lista onde figuram, entre outros, o químico japonês Mayu Yamamoto, distinguido por lograr extrair fragância da baunilha do esterco de vaca, e o trio de linguistas Juan Manuel Toro, Josep B. Trobalon e Nuria Sebastian-Galles, por terem descoberto que os ratos não podem distinguir entre gravações em japonês e holandês quando elas são tocadas de trás para frente.

No próximo Outono, quando for do anúncio dos prémios IgNobel 2008, todos nós estaremos a um tempo confiantes e com a respiração suspensa. Pinho tem muito mais hipóteses de arrebatar um IgNobel do que o patriarca de Lisboa já alguma vez teve de se sentar na cadeira de S. Pedro.

 

A campanha Retratos da Costa Oeste da Europa, da co-autoria Pinho/BBDO, é demolidoramente bela na estupidez que evidencia, seja qual for o lado por que é observada.

 

Não estaria ao alcance da cabeça de uma pessoa normal e meridianamente inteligente fazer uma campanha de «outdoors» e de imprensa em Portugal com o objectivo de promover no estrangeiro uma nova imagem do nosso país. Só um génio como Pinho poderia conceber esta ideia.

 

Não lembraria nem ao careca pagar 160 mil euros de «cachet» a um anónimo John Smith britânico, que por acaso se chama Nick Knight (1), para tirar os tristes e sombrios retratos desta campanha. Só um inteligente cabeludo como Pinho poderia assinar este cheque.

 

Não consigo recordar-me de alguém com dois dedos de testa que fosse capaz de aprovar um cartaz em que o nome do fotógrafo estrangeiro aparece com o dobro do tamanho das vedetas do país que se pretende promover, Só um visionário destravado com Pinho aceitaria isso.

 

Não estaria ao alcance do mais pintado dos descarados mandar fazer um «outdoor» onde nos vangloriamos de ter a maior central de energia solar do Mundo, quando só no estado do Arizona há duas maiores que a nossa. Só uma luminária como Pinho teria lata para isto – e desconfio que para muito mais.

 

Um país em que o Ministro da Economia abençoa uma campanha tão catastrófica como esta, não pertence à Costa Oeste da Europa, no início do século XXI, mas sim à balbúrdia do faroeste americano, nos primórdios do século XIX.  

 

Mas não vale a pena ficarmos tristes. Ainda há uma coisa que nos pode salvar.

 

Os três milhões de euros desta desastrada campanha não serão dinheiro deitados pela janela fora se, em Outubro, comoespero e anseio, Pinho por distinguido com um IgNobel.

 

Uma campanha de imagem de um país cujas proporções catastróficas assumem proporções bíblicas tem o direito de permitir ao nosso Ministério da Economia um prémio igual que no passado recente distinguiu o Wright Laboratory, da Força Aérea dos Estados Unidos, por sugerir a pesquisa e o desenvolvimento de uma «bomba gay» que poderia fazer com que os soldados inimigos se ficassem sexualmente atraídas uns pelos outros e desatassem a amar-se e a fazer sexo uns aos outros.

 

Jorge Fiel

 

www.lavandaria.blogs.sapo.pt

 

 

………………………………..

 

(1)  Será que este Nick que o Pinho desencantou é alguma coisa ao Michael Knight, papel desempenhado por David Hasselhoff na série televisiva «O Justiceiro», que usava no seu combate ao crime um carro amestrado, um Pontiac Firebird Trans-Am computadorizado e com uma liga molecular que o tornava indestrutível, a prova de fogo e balas, além de dotado do computador K.I.T.T.(Knight Industries Two Thousand)  que comandava todas as funções do carro e ainda por cima falava?

 

 

 

14 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D