Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Não fazem ou não podem fazer?

 

     É apenas uma reflexão partindo de uma história pessoal.

O meu filho andava a alertar-me para uma série de assaltos a que eram sujeitos os alunos da escola dele ao fim da tarde. Um grupo de rapazes, os gunas , fazem  esperas no fim da aulas e assaltam os jovens, roubando dinheiro ou telemóveis . Coisas do dia dia, afinal.

Ontem foi a vez do meu filho. Vinha ao fim da tarde com mais dois amigos quando sentiu que um grupo de seis rapazes os perseguiam . Aceleraram o passo, mas em plena rua, no meio até de movimento acabaram cercados. Foram ameaçados com uma navalha, revistados, abriram-lhes as mochilas e perguntavam onde moravam. Dois conseguiram fugir e o meu filho ficou para trás. Acabou por conseguir também fugir e entrar para a casa de um amigo ali perto. Acabou por não ser grave até porque porque ele não levava nada a não ser livros escolares o que para os jovens assaltantes é o que menos interessa.

   À noite passei pela esquadra da zona da minha residência só para perguntar aos agentes de autoridade se era frequente aquilo acontecer. O meu filho tinha-me falado de uma série de assaltos em dias sucessivos e que na escola andavam um pouco assustados com a situação.

   De forma simpática o agente ali de serviço disse-me que não tinha queixa nenhuma, apenas uma naquele dia, e que não tinham indicações de uma vaga de assaltos.

    Falei com dois vizinhos meus, pais de alunos da mesma escola e disse-lhes que o problema é que os alunos eram assaltados e os pais não faziam queixa. Daí não haver registo nenhuma na esquadra da zona.

   A resposta dos pais foi a de um comum mortal: " que adianta fazer queixa. Eles não fazem nada!

    Coincidente mente , hoje de manhã fui tomar café ao meu local habitual de todos os dias e encontrei uma agente de autoridade que conheço. Na conversa ficou-me uma questão pertinente: a polícia não faz nada, ou não pode fazer. 

   Contou-me ele que agora não podem usar a arma. E se virem um assalto na esquina em frente não podem fazer nada nem sequer ir atrás dos assaltantes. É que tudo o que aconteça, colateralmente ao crime eles são penalizados com castigos e às vezes até condenados.

  Deu-me mesmo um exemplo de uma perseguição que façam de automóvel. Todos os incidentes que houver no percurso durante a perseguição aos criminosos, como atropelamentos,. feridos ou danos materiais, o juiz não tem dúvidas em culpar os agentes da autoridade acusando-os de terem contribuído para uma situação perigosa que é o facto de poder morrer gente ou haver feridos graves sobretudo em pessoas que não têm nada a ver com aquele crime.

   Como vê, dizia-me o agente da autoridade, isto está assim: não podemos fazer nada. E se damos umas bofetadas aos criminosos ainda dizem que há violência física dentro das esquadras. São as novas leis. Quem perde é o cidadão.

   Lembrei-me logo de um outro agente do Algarve que me na última semana do ano me contou que foram buscar dois assaltantes de manhã a um bairro perigoso e entregaram-nos à justiça. Ao início da tarde,. quando voltaram ao tribunal para tratarem de um outro assunto viram os dois criminosos que tinham detido de manhã,  saírem alegremente do tribunal e apenas com termo de identidade e residência.

   Os agentes tinham corrido o risco de os ir buscar a um bairro considerado perigoso.

  Dizia-me ele: valeu de quê? De manhã foram detidos e à tarde estavam cá fora. Amanhã estão ai a assaltar casas outra vez. E nós arriscamos a vida para nada. E também temos família.

    Há solução para isto? Afinal é a polícia que não faz nada ou, de facto, nada pode fazer? Fica uma reflexão longe das discussões entre norte e sul. Para variar um bocado.

 Um  abraço a todos os bus sulistas . E sigam o conselho que me deu o amigo agente da autoridade: ."Quando for assaltado, não resista. Deixe levar tudo antes que lhe levem a vida".

  

  

41 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D