Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

O mar enrola na areia?

Estou mortinho que seja dia 22 de Março. Não porque esteja a contar os dias até à Primavera, a mais ansiada das quatro estações, anunciada pela chegada das andorinhas, o desabrochar das flores e a excitação dos cãezinhos que começam a andar com as cadelinhas.

Não. A minha pressa em relação a 22 de Março prende-se apenas com o facto dessa data, o Dia da Universidade, ter sido a escolhida para a apreesntação pública das conclusões do conclave que reuniu no Palácio da Bolsa, nos dois primeiros dias desta semana, a nata da inteligência portuense.

Porto  Cidade Região era o tema do encontro, que reuniu gente da  Universidade do Porto, CCDRN e associações empresariais.

Neste momento de profunda crise na cidade onde bate o coração da Região Norte, confesso que depositei grandes expectativas nos frutos deste conclave, que no seu essencial decorreu à porta fechada.

Foi precisamente por esperar muito da reunião, que fiquei um bocadinho desiludido (o que só acontece a quem se ilude…) quando a necessidade de instalar na nossa cidade uma estação de monitorização do mar fazia o titulo da notícia que o JN dedicou à conclusão do conclave Porto Cidade Região.

Toda a gente, mesmo os jornalistas, têm o seu dia mau, pensei para comigo O meu desapontamento cresceu quando abri o Público de ontem, procurei a notícia sobre o encontro e dei de caras com o título «UP vai instalar a estação de monitorização do mar até ao fim do ano».

Como não quero acreditar que a criação de um obervatório marítimo tenha sido a principal conclusão de um conclave que reuniu, durante dois dias, cem dos mais ilustres e influentes portuenses, estou em pulgas para que chegue o dia 22 de Março e os organizadores do conclave partilhem connosco a totalidade das conclusões a que chegaram.

Jorge Fiel

www.lavandaria.blogs.sapo.pt

PS. No dia de hoje, não posso deixar de saudar, com orgulho, a iniciativa do movimento cívico Eu imPORTO-me de assinalar o 117º aniversário da revolta republicana do 31 de Janeiro, ocorrida no Porto, e que foi o primeiro  levantamento em armas do povo contra o regime monárquico que vergonhosamente capitulara face ao Ultimatum britânico.

 

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D