Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

"A Volubilidade de Jacinto..."

A propósito do deficit democrático da televisão de serviço público, mostrado ao País com tremendismo (como agora se diz) pelo acutilante Azeredo Lopes  e sua Entidade Reguladora, alguém chamava timidamente a atenção que mais preocupante do que a prevalência do critério de interesse jornalístico ou a inevitabilidade das quotas dos partidos,  era a total ausência de valor dedicado à Sociedade Civil e suas Organizações, discriminação que infelizmente escapou ao escrupuloso relatório da Entidade reguladora.

Num País onde em termos económicos e sociais existe demasiado Estado e, em termos políticos, demasiada partidocracia, o mínimo que se deveria esperar é que esta espécie de monopólio estatal e partidocrático fosse exercido com parcimónia e rigor exemplares.

Como em artigos recente tenho falado dos excessos do Estado, tão “Novamente” paternalista que se atreve já a intervir na esfera mais íntima e comportamental dos cidadãos e contribuintes, chamo hoje rápida atenção sobre o sistema partidocrático e a conduta que tem mantido com coerência nos últimos anos.

Depois dos episódios das perseguições e expulsões no PCP, da mais recente chapelada no sistema de quotas no PSD, leio que o Bloco de Esquerda (o impoluto e estimulante “foie gras” do sistema) pensa retirar o apoio a Sá Fernandes só porque este faz um pequeno esforço para viabilizar os planos de contingência exigidos em Lisboa pela caótica situação da edilidade.

 Tudo, enfim, sinais das boas práticas em que se entretêm a nossa partidocracia..

Mas o mais tristemente hilariante é a história do cidadão Jacinto Leite Capelo Rego, cuja grotesca fonética divertiu (?) várias gerações.

 Jacinto, depois de ter generosamente doado 1 milhão de Euros ao CDS em 2004, decidiu tranferir-se agora para a Lista de apoiantes à candidatura do PS “Gente de Sintra”.

A notícia, veiculada pelo Semanário Sol, esclarece que o generoso mas volúvel Jacinto Rego reside em Belas e, mais à frente, denuncia que na distrital da Guarda do PS tem havido um anormal crescimento do partido. Segundo a notícia este impulso não terá a ver, como se poderia legitimamente pensar, com as origens do carismático líder José Sócrates.

Os factos registados são que 40 desses militantes têm, por inocente coincidência em comum a mesma morada – um apartado pertencente à Liga de Dadores de Sangue (!) da terra e outros 18 novos filiados, talvez pelo apelo à fraternidade e solidariedade que são apanágio do partido vivem, todos, na mesma moradia (!!).

Exemplos de Portugal nestes nossos dias ….

 

António de Souza-Cardoso

 

 

 

7 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D