Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

O Norte, a Universidade e a informação

A propósito da iniciativa que decorreu nos últimos dois dias no Palácio da Bolsa, liderada pela Universidade do Porto (a maior do País, sabiam?) e com o objectivo de discutir o futuro do Norte, não posso deixar de notar o relativo pouco relevo que lhe foi dado genericamente pela comunicação social. Seria por falta de gente ilustre nas conferências ? Não pode ser, afinal estavam lá Artur Santos Silva, Rui Moreira, Carlos Lage , Rui Rio, o reitor da UP , muitas outras figuras do Porto e do Norte... Por falta de espaço ou excesso de agenda? Não faltaram temas bem menos interessantes a ocupar páginas e minutos de rádio e de televisão...

A verdade é que, aparentemente por falta de interesse, os registos foram bem menores do que eu pessoalmente esperava. Não for a confirmação da nova e bem vinda "costela regionalista de Rui Rio" e nada de muito excitante ou novo teria saído do conclave, pelo menos segundo a comunicação social. Vamos a ver se a divulgação das conclusões, a cargo de uma comissão que as apresentará daqui a uns meses, nos animam um pouco mais...

Mas o objectivo deste post ", que devia ter a data de ontem (é à terça-feira que eu tenho que cumprir o meu "serviço mínimo" em prol da causa regional, o que faço com todo o gosto), é o de chamar a atenção para o facto de hoje em dia apenas "O Primeiro de Janeiro" ter o seu proprietário no Norte do País. Mesmo o nortista "JN" é propriedade da Controlinveste , empresa sediada  em Lisboa e ela mesmo muito pouco preocupada com tudo o que vá para lá da rendibilidade do seu negócio (e se calhar, bem...).

E, claro, o Porto Canal e algumas rádios...

Isto ajuda a explicar a pouca atenção dada à citada realização.. O que já não se entende muito bem é que entre os importantíssimos temas discutidos no Palácio da Bolsa não tenha estado precisamente o da informação/comunicação ele mesmo estratégico para a Região Norte.

A sério que me custa perceber...

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    ??? 30.01.2008

    "Há mais e melhor vida, para lá da Capital do Centralismo, cínica, egoísta e desintegradora! Agora, como as fronteiras caíram e as estradas são boas, Madrid, Barcelona e Paris são cidades bem mais simpáticas e evoluídas, é só escolher a estrada certa..."

    Não consigo perceber o que é que a cidade de Lisboa e os seus habitantes fizeram às pessoas do Porto que as leve a este tipo de comentários e outros ainda piores. O que será?

    Será que Lisboa e os seus habitantes têm culpa de aqui ser a capital? De aqui estar sediado o governo? De virem para cá pessoas do Norte, do Centro e do Sul?
    De as empresas mudarem as suas sedes para Lisboa?

    O governo, tanto quanto sei, é composto por pessoas de todas as regiões de Portugal. A Assembleia da República tem deputados eleitos por todos os círculos eleitorais do país.
    As leis que estes senhores fazem são válidas para Lisboa, para o Porto e para o resto do país.

    Quer maior demagogia do que continuarem a dizer que no Porto trabalham e que em Lisboa é só festa? Não costumam ver a televisão de manhã? O que é que os ocupantes daqueles milhares de carros que entram diariamente na cidade virão fazer aqui? Virão para a festa?

    "E no Porto, tínhamos sedes de jornais e bancos com dimensão nacional e todo o tipo de comércio e indústria."

    Será que foi publicada alguma lei que impeça os portuenses de os ter? Estou em crer que não! Veja-se o caso da Sonae, por exemplo. Ou será também é culpa da cidade de Lisboa e dos lisboetas?

    No que diz respeito à Comunicação Social está cheio de razão. Continuam a publicar notícias, regra geral sem qualquer interesse, que se destinam unicamente a incrementar as audiências. O que é relevante e de interesse nacional se não é susceptível de uma boa "cacha" não é, pura e simplesmente, publicado.

    Cumprimentos

  • Sem imagem de perfil

    Nortudo 30.01.2008

    Concordo consigo, mesmo sendo nascido nesta terra, surpreende-me a sua actual tacanhês e submissão ao poder central, não se fazendo respeitar e exigir o que a si pertence. O Porto e o norte, em geral, nunca foram lugares de rastejo... como o são no presente.
    A culpa só pode ser nossa. Nossa e de mais ninguém! Temos falta de liderança e, aqueles que se nos apresentam como tais, são, na verdade, hipócritas de ocasião, que se foram aproveitando da maré...
    A situação a norte está demasiado má para ser ignorada por todos os portugueses mas, muito em especial, pelos seus índigenas, os que mais têm a ver com a sua desgraçada situação.
    Não vale a pena alijar responsabilidades e apontar bodes-expiatórias para a nossa falta de dinâmica e criatividade. Os culpados são mais que conhecidos. Sempre lá estiveram... para proveito próprio, claro!
  • Sem imagem de perfil

    Fado do Porto 30.01.2008

    Caro Nortudo

    Há uns bons anos atrás tive oportunidade de trabalhar no Porto e mais tarde bem mais a Sul.

    Havia de facto para mim, que tinha que tomar algumas decisões, uma diferença substancial: enquanto no Norte se dizia "Ok, vamos fazer..." e faziam, mais a Sul era muito mais difícil, entre o "Ok, vamos fazer..." e fazer...

    Acredito que passado este mau momento de adaptação a outra realidade (veja-se a actual procura de jovens qualificados a Norte, onde há muitos, para a indústria das novas tecnologias), virá de novo ao de cima esse espírito que estou convicto não se perdeu.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2012
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2011
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2010
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2009
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2008
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2007
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub