Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

O garfo em que Sócrates foi apanhado

 

No xadrez, diz-se que ocorre um garfo quando um dos jogadores consegue colocar uma das suas peças a ameaçar duas peças do adversário.

 

Nesta situação, como só pode livrar de perigo uma das suas peças, o adversário é obrigado a sacrificar a outra.

 

No conflito entre os professores e Maria de Lurdes Rodrigues, José Sócrates deixou-se apanhar num garfo. O seu adversário, a Plataforma Sindical dos Professores, está a ameaçar um simultâneo o lugar da ministra da Educação e o ambiente de paz e trabalho nas escolas, que compete ao primeiro ministro garantir que exista.

 

Na sociedade do conhecimento em que vivemos, a mais importante riqueza das nações não reside nas reservas de ouro e divisas do banco central -  ou até em jazidas de petróleo ou diamantes -  mas sim no cérebro e formação dos seus cidadãos.

 

A radicalização do confronto entre professores e Governo não serve os interesses de um país em que há 120 mil alunos a chumbarem, todos os anos, no ensino básico, 17% dos estudantes do secundário são repetentes e 46% abandonam a escola no 12º ano.

 

Por isso, o primeiro ministro faz mal em deixar que o conflito entre professores e ministra da Educação esteja prestes a atingir (se é que já não atingiu) o ponto de não retorno.

 

Sócrates está coberto de razão quando diz que os professores têm de ser avaliados e que há muito oportunismo político (até tu, Manuela Ferreira Leite!?!) a tentar capitalizar a revolta liderada pela Plataforma Sindical.

 

Mas tem de reconhecer que a faúlha que incendiou toda a planície foi acendida pelos génios incompetentes do Ministério da Educação que acharam razoável tentar impor um sistema de avaliação que, no caso de um professor com nove turmas e 193 alunos, implica introduzir 17.377 registos no computador, fazer 1456 fotocópias e participar em 91 reuniões suplementares.

 

Ao ver 120 mil professores (80% da classe!) na rua, o primeiro ministro tinha a obrigação de tirar três conclusões.

 

A primeira, é que a estratégia de virar a população contra a corporação , com tão boas provas dadas noutros casos, não funcionou no caso dos professores.

 

A segunda é que, como se viu na novela nascida a propósito da sua licenciatura, a táctica de ficar quieto à espera que inche, desinche e passe não é uma solução que dê resultado em todos os casos .

 

A terceira é que é impossível fazer a urgente reforma do ensino contra a vontade dos professores.   

 

No xadrez, quando apanhado num garfo, o jogador sensato protege a mais forte das duas peças que estão em perigo. Depois, é imperativo que o jogador apanhado num garfo recupere a iniciativa – senão é certo que vai perder o jogo. 

 

O país ganhará se Sócrates seguir o conselho sábio dos grandes mestres do xadrez.

 

José Sócrates é um bom primeiro ministro, que se agiganta nos momentos de crise e não se deixa abater pelas contrariedades.

 

José Sócrates será um excelente primeiro ministro quando for capaz de distinguir a ténue barreira que separa a persistência (louvável) da teimosia (perniciosa).

 

Jorge Fiel

 

www.lavandaria.blogs.sapo.pt

 

Esta crónica foi hoje publicada no Diário de Notícias

 

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    SEU FILHO DA PUTA MOURO SALAZARISTA 02.12.2008

    INNNNXAAAA PORCO!!!

    GRUNHE meu FILHO DA PUTA!!!!!

    HAHAHAHAHAHA

    que grande PERÚ do quinzinho das nabiças!

    PEDÓFILOS SALAZARISTAS NOJENTOS FILHOS DUMA PUTA!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2012
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2011
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2010
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2009
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2008
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2007
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub