Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Tb não gosto de pessoas que "só têm fora"

Se tivesse de fazer o meu top ten de ruas do Porto, estou certo que a do Campo Alegre teria lá um lugar cativo, ao lado da Rodrigues de Freitas (onde vivi até aos 15 anos, junto ao Jardim de São Lázaro, cujo coreto foi imortalizado num das mais comoventes aguarelas de António Cruz), da Marechal Gomes da Costa (onde eu viveria se fosse rico) e de sete outras – que não vou seleccionar agora.

Nunca morei no Campo Alegre, mas estudei lá durante os três últimos anos do curso, algures entre as mesas do Botânico (cuja esplanada coberta pelas arcadas ainda frequento com bastante assiduidade) e as do Capa Negra (cujos rissóis, francesinha e tripas à moda do Porto permanecem lendários).

A toponímia do Porto prima pela boa disposição e o Campo Alegre não é excepção. Rima e é verdade. Assim de repente, lembro-me da rua da Alegria, do Jardim do Passeio Alegre e do Campo Lindo. Mas há mais.

O Campo Alegre tem inúmeras coisas a seu favor, entre as quais o Jardim Botânico, instalado na Casa Andresen, onde cresceram Sophia e Ruben A., autor da magistral auto-biografia intitulada O Mundo à minha procura.

Em lembrança dos bons momentos passados junto laguinho dos nenúfares, partilho convosco uma frase curta de Sophia (dizia ela que não gostava das pessoas “que não têm dentro - só têm fora” ) e outra, mais longa de Ruben A:

“Dos 40 aos 50 limpa-se a casa, põem-se as telhas onde faltam, instala-se um novo sistema sentimental e no jardim das delícias, depois do jantar, nas madrugadas sem Deus, ouvimos uma voz que nos buzina que dali para a frente a contagem é outra”.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    bimbo 14.03.2009 15:33

    Pois é "Sacristão", o Padrinho já no tribunal de Gondomar, por intermédio do seu advogado afirmou que era um bom cristão, preocupado em seguir os ensinamentos da Santa Madre Igreja.

    O problema é que o juiz não se deixou impressionar com a representação; e perguntou ao advogado do Padrinho, se os três casamentos também estavam de acordo com a Santa Madre Igreja.

    É a segunda vez que em tribunal, o Padrinho invoca o Santo Nome de Deus em vão. Sujeita-se a ser condenado na terra e no céu, por estes pecados, e por ter enganado o Papa João Paulo II.

    Apesar das contradições da ex-companheira, PC e os seus advogados revelam algum receio de condenação, ao encenarem esta treta.

  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2012
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2011
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2010
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2009
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2008
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2007
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D