Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

EXPO 98 - Dez anos depois a estória dos paquetes continua por contar

 

 

 

Passam este ano 10 anos sobre aquela grande operação de promoção de Portugal no mundo, como rezava a publicidade oficial , mas que 10 anos depois só se consegue explicar como a grande mais valia que trouxe à capital do império.

 

Dez anos é muito tempo como cantava o Paulo de Carvalho e o que vemos hoje como grandes reflexos dessa operação em que o país investiu milhões de contos dos antigos são só vantagens para a nossa querida capital.

 

Dez anos depois Lisboa passou a ter um fluxo de turistas como nunca tinha tido antes da EXPO  e graças a ela conseguiu recuperar em tempo recorde e com custos impensáveis uma enorme zona degradada que é hoje uma das suas partes mais requisitadas e valorizadas para comprar habitação ou escritório.

 

Dez anos depois Lisboa tem hoje fama de ser uma das cidades da Europa que melhor combina tradição com modernidade numa operação relâmpago que resultou de um esforço nacional que se pode aplaudir , mas que ninguém nunca agradeceu.

 

Dez anos depois continua sem se perceber muito bem como acabou a estória dos paquetes que foram alugados para uns milhares de clientes que nunca por cá apareceram , nem se sabe muito bem o que aconteceu aos responsáveis pela graça. Muito menos se sabe onde páram os responsáveis pelos responsáveis dessa tramóia que lesou os cofres do Estado em milhões.

 

Por falar em obras e em dez anos o que é que seria se as intermináveis obras do túnel do Terreiro do Paço ( que são daquelas que continuam , mesmo depois de acabadas..)  em vez de serem à beira Tejo , fossem noutro qualquer terreiro deste nosso belo país à beira mar plantado ?

 

Exército de Salvação Nacional

 

Batalhão Bússola

 

Margem do Douro

 

Manuel Serrão

 

Lisboa é uma lição de sonho e ficção

1977 - 2007. Em 30 anos o mundo mudou muito, a Europa mudou muitíssimo, Portugal mudou radicalmente... mas existem coisas que não mudaram nada.

Em 1977 tinha a faculdade de ir estudar para onde quisesse . mas não existia faculdade de Direito no Porto e seduzido por este curso  promissor fui obrigado a mudar-me para Lisboa,  onde passei seis dos mais belos anos da minha vida. A estudar como o podia ter feito a ´Norte. A divertir-me como só em Lisboa seria capaz.

Em 2007 vem a Portugal o Cirque Du Soleil. Seduzido pela altíssima qualidade de um show com essa chancela , lá terei que me deslocar ao Pavilhão  Atlântico ( em Lisboa..) para ter oportunidade de rever a excelência de um fenómeno artístico que,  por sorte , já tive a ocasião de ver em Las Vegas , nas suas versões originais.

Hoje , como antes, 30 anos depois continuam a existir realidades que interessam a todos os portugueses... mas que só existem na capital.

Este caso , como muitos outros , é explicado pelos lisboetas com recurso à famosa teoria da pescadinha de rabo na boca.

Só em Lisboa é que há condições de hotelaria e outras que permitam assegurar um normal funcionamento dos grandes eventos. E só em Lisboa é que vale a pena investir nas infraestruturas e noutras áreas de  promoção ,porque só em Lisboa é que se realizam os grandes eventos.

Não deverá ser preciso recordar que o poderoso Pavilhão Atlântico se deve a uma coisa chamada Expo 98 , que também na altura ficou em Lisboa...porque era a única zona do país com infraestruturas e capacidade hoteleira adequadas a um evento desta envergadura.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades... mas não se mudam as faculdades.

Parafraseando o Sérgio Godinho , só há liberdade a sério quando houver ... liberdade de mudar e decidir. Será que este cantor , nascido no Porto , sabia que compôs um hino à Regionalização ?

 

Exército de Salvação  Nacional

Batalhão Bússola

Quartel de Nevogilde

Manuel Serrão

07/11/ 09

.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D