Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

Bússola

A Bússola nunca se engana, aponta sempre para o Norte.

A nossa excelência não se esgota no futebol

A excelência do Porto não se esgota no futebol. A Universidade do Porto (UP) acaba de ultrapassar pela primeira vez o bonito patamar de dois mil estudantes estrangeiros, vindos de 60 diferentes países.

O objectivo é atingir, dentro de dois anos (quando comemorar, em 2011, o seu centenário), os 10% de alunos estrangeiros (ou seja, cerca de 2 900) no total da sua população estudantil.

Um quinto dos artigos portugueses publicados em revistas científicas estrangeiras são da autoria de investigadores da UP – a universidade nacional que lidera neste particular.

Dramaticamente, um em cada cinco desempregados está registado no Porto, o distrito onde se verificam 30% das falências.

Não é por falta de um boa universidade que há 110 mil portuenses inscritos nos Centros de Emprego. Este Porto está sem futuro, porque não tem líderes, nem investimento nem projectos. Temos de começar por algum lado a dar a volta a esta triste situação. E o melhor é começar por resolver a questão da liderança.

Jorge Fiel

www.lavandaria.blogs.sapo.pt

O mar enrola na areia?

Estou mortinho que seja dia 22 de Março. Não porque esteja a contar os dias até à Primavera, a mais ansiada das quatro estações, anunciada pela chegada das andorinhas, o desabrochar das flores e a excitação dos cãezinhos que começam a andar com as cadelinhas.

Não. A minha pressa em relação a 22 de Março prende-se apenas com o facto dessa data, o Dia da Universidade, ter sido a escolhida para a apreesntação pública das conclusões do conclave que reuniu no Palácio da Bolsa, nos dois primeiros dias desta semana, a nata da inteligência portuense.

Porto  Cidade Região era o tema do encontro, que reuniu gente da  Universidade do Porto, CCDRN e associações empresariais.

Neste momento de profunda crise na cidade onde bate o coração da Região Norte, confesso que depositei grandes expectativas nos frutos deste conclave, que no seu essencial decorreu à porta fechada.

Foi precisamente por esperar muito da reunião, que fiquei um bocadinho desiludido (o que só acontece a quem se ilude…) quando a necessidade de instalar na nossa cidade uma estação de monitorização do mar fazia o titulo da notícia que o JN dedicou à conclusão do conclave Porto Cidade Região.

Toda a gente, mesmo os jornalistas, têm o seu dia mau, pensei para comigo O meu desapontamento cresceu quando abri o Público de ontem, procurei a notícia sobre o encontro e dei de caras com o título «UP vai instalar a estação de monitorização do mar até ao fim do ano».

Como não quero acreditar que a criação de um obervatório marítimo tenha sido a principal conclusão de um conclave que reuniu, durante dois dias, cem dos mais ilustres e influentes portuenses, estou em pulgas para que chegue o dia 22 de Março e os organizadores do conclave partilhem connosco a totalidade das conclusões a que chegaram.

Jorge Fiel

www.lavandaria.blogs.sapo.pt

PS. No dia de hoje, não posso deixar de saudar, com orgulho, a iniciativa do movimento cívico Eu imPORTO-me de assinalar o 117º aniversário da revolta republicana do 31 de Janeiro, ocorrida no Porto, e que foi o primeiro  levantamento em armas do povo contra o regime monárquico que vergonhosamente capitulara face ao Ultimatum britânico.

 

Uma coisa positiva

 

Apesar de tudo, há coisas que também vão melhorando por cá. Uma delas é o curso de jornalismo da Universidade do Porto, que ontem à tarde inaugurou um novo estúdio de televisão, pago pela TV Cabo, como repetiu, durante a cerimónia, o director do curso, prof. Rui Centeno.

A foto (fui buscá-la, com a devida vénia, ao site do JPN, o jornal online feito pelos alunos do curso) mostra precisamente o novo estúdio, que custou cerca de 100 mil euros, suportados pela empresa agora presidida por Rodrigo Costa, que também esteve na sessão. Num momento em que se fala de Media Park junto à RTP Porto e em que outros andam preocupados com o desinvestimento na mesma RTP Porto, é bom saber que qualquer coisa melhora, nesta terra e, possivelmente, no nosso jornalismo. E devo atestar, por ser verdade, que nos últimos anos, os alunos que têm saido do curso portuense com os quais tenho contactado têm já uma boa preparação. Como alguns dos bussolistas acham que por cá anda tudo mal, aqui fica uma novidade positiva.

Manuel Queiroz

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D